A higiene é uma questão fundamental no ambiente de um hospital. Casos de infecção hospitalar estão, muitas vezes, diretamente ligados a problemas relacionados à limpeza do ambiente e das pessoas que frequentam uma unidade de saúde. Com o objetivo de sensibilizar sobre a importância e a técnica correta de higienização, o Hospital Estadual de Jaraguá (HEJA) realizou uma campanha de higienização das mãos voltada aos colaboradores da unidade.

Sob a orientação da coordenadora do departamento de Controle de Infecção Hospitalar do HEJA, Kátia Ferreira, a campanha consistiu em uma atividade prática, onde o profissional passava um gel fluorescente nas mãos e as colocava dentro de uma caixa especialmente montada com luz negra. A luz apontava quais partes das mãos foram higienizadas e quais permaneciam sujas. “O treinamento atende ao compromisso do HEJA e do IBGH com o atendimento ao público dentro dos mais rigorosos padrões internacionais de acreditação”, explica.

O exercício ocorreu nos primeiros dez dias de dezembro e serviu para verificar se a técnica de higienização das mãos foi realizada de forma adequada, permitindo que o próprio participante identificasse as falhas na realização do procedimento. O treinamento foi feito com mais de 60 colaboradores de todos os departamentos, entre eles a recepção, segurança, enfermagem e equipes multidisciplinares. A meta é fazer com que todos os colaboradores passem por este treinamento até o final de dezembro.