O Hospital Estadual de Jaraguá Dr Sandino de Amorim (HEJA) ministrou uma capacitação de enfrentamento para médicos e equipes multiprofissionais visando atualizar o correto manejo para casos do novo coronavírus. O curso foi ministrado por técnicos da Faculdade Adam Zaim de Medicina e teve aulas teóricas e práticas.

O diretor-técnico do HEJA, André Franco Ribeiro, escalou as equipes que deveriam participar da capacitação e explicou o objetivo. “Precisamos ter um conhecimento teórico e prático muito bem embasado para lidarmos com casos que venham a surgir em Jaraguá e região, garantindo o atendimento de excelência que esse hospital se propõe e a segurança dos profissionais de saúde”, frisou.

Os técnicos mostraram situações reais que os profissionais do HEJA poderão enfrentar durante a pandemia do Covid-19. Identificando a real dimensão do problema, foram revisados assuntos como: avaliar com precisão os sinais e sintomas, dar diagnóstico preciso e como ter um fluxograma seguro para os procedimentos. O maior desafio será identificar casos suspeitos de gripe comum e sintomas reais de contaminação por coronavírus. Foi falado também do comprometimento que todos devem ter com a notificação obrigatória dos casos para garantir a real estatística de saúde pública.

A superintendente-geral do IBGH, Organização Social que faz a gestão do HEJA, Lázara Mundim, acompanhou a preparação do curso de capacitação e mandou uma mensagem de otimismo e confiança nas equipes do hospital. “Queremos que nossos colaboradores saibam o quanto eles são importantes para nós e que a população espera deles igualmente uma ação efetiva para superar essa crise”, ressaltou.

O diretor André Franco disse que a capacitação de enfrentamento será continuada e sempre reforçada para superar as falhas. “Precisamos fazer com que nossas equipes sejam modelo de ação para enfrentar essa pandemia”, finalizou.

Essa matéria foi originalmente publicada no Portal Diário da Manhã.

Ajustar fonte