Média de atendimentos realizada em 2018 é de 3.765 por mês.

A demanda por atendimentos de urgência e de exames laboratoriais no Hospital Estadual de Jaraguá Dr. Sandino de Amorim (HEJA) tem crescido mensalmente. Dados de atendimento referentes ao ano de 2018 demonstram que o HEJA é a principal porta de entrada desse tipo de atendimento em Jaraguá e região.

Análises clínicas

O laboratório de análises clínicas do HEJA realiza uma média de 130 exames por dia, com capacidade de liberar os resultados em apenas 20 minutos. Conforme o diretor técnico da Unidade, Dr. Anderson José Barbosa, a meta para 2019 é atender mais e melhor. “Ajustes estão sendo realizados, estamos adequando a estrutura física e contratando novos especialistas para o atendimento à população”, revelou.

Desde maio de 2018, o laboratório está funcionado com novos equipamentos que garantem a realização de exames para diagnóstico de Zika; HIV-AIDS; HCG; Hbsag; Sífilis; Malária; Leishmaniose Visceral; Dengue; Doença de Chagas e muitos outros. O local conta com uma equipe de quatro profissionais que se alternam para garantir o funcionamento do laboratório por 24 horas.

Sobre o HEJA

O Hospital Estadual de Jaraguá foi fundado em 1990. Hoje está classificado como Hospital Geral de Pronto Atendimento de média complexidade. A Unidade está operando com 28 leitos; sendo 18 de internação, oito de observação no Pronto Socorro e dois na Sala de Reanimação.

O perfil de atendimentos no Pronto Socorro é de usuários com traumas relacionados a acidentes veiculares na BR-153, picadas de animais peçonhentos, AVC, entre outros. Em 20 de novembro de 2017, o Hospital foi transferido da responsabilidade do município de Jaraguá para o estado de Goiás quando passou a ser administrado pelo IBGH – Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar, após chamamento público promovido pela SES (001/2017).