Para fazer frente a pandemia do novo Coronavírus, o Hospital Estadual de Jaraguá Dr. Sandino de Amorim conta com dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros cinco de tratamento semicrítico, que funcionam como retaguarda. Investir na capacitação dos profissionais que atuam na unidade é fundamental para ajudar na prevenção e controle das medidas a serem adotadas na assistência médica.

As últimas orientações que os colaboradores receberam foram focadas no na montagem e desmontagem do ventilador mecânico. Os ventiladores mecânicos, também chamados de respiradores, são peças fundamentais no tratamento de pacientes com casos graves de COVID-19 acometidos por insuficiência respiratória.

“Com implantação da UTI na nossa unidade, é essencial que todos que prestam assistência tenha pleno conhecimento sobre manejo devido ao quadro crítico dos pacientes e a tomada de decisão tem que ser rápida e sem erros, minimizando assim a disseminação de aerossóis”, destacou Isabela Ribeiro, responsável pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente.

A empresa responsável pela fabricação dos ventiladores mecânicos foi presencialmente no HEJA realizar o treinamento, qualificando a equipe de profissionais da unidade do Governo de Goiás. Crystiano Martins, engenheiro clínico da FlexMundi, empresa que presta serviço no HEJA, destacou a importância em investir em reciclagens. “A capacitação dos profissionais de saúde para operação dos ventiladores pulmonares é fundamental para que o tratamento dos pacientes seja realizado com eficiência operacional, qualidade e segurança”, finalizou.