A equipe multidisciplinar do Hospital Estadual de Jaraguá Sandino de Amorim (HEJA) continua seu trabalho de levar informação para além das quatro paredes do Hospital. No mês de outubro, foi a vez de visitar escolas municipais de Jaraguá para prestar orientações sobre prevenção à obesidade infantil. O foco principal foram os hábitos alimentares, visando uma reeducação alimentar.

De acordo com a nutricionista do HEJA, Bruna Paiva, os alunos aprenderam sobre as consequências do aumento de peso e sobrepeso. “Uma boa alimentação ajudaria o indivíduo não só a controlar seu peso, como também diminuiria a possibilidade de que ele viesse a ter várias doenças. A escola não pode e nem deve se isentar de discutir um tema tão importante, que certamente contribuirá muito para que o aluno viva melhor”, pontuou a nutricionista.

Alimentação e aprendizagem

Bruna reforçou a importância da alimentação saudável para influenciar positivamente o processo de ensino-aprendizagem. Crianças e adolescentes que se alimentam bem antes e durante as atividades escolares têm maior facilidade de compreensão e poder de concentração. 

“O problema da obesidade é sério e traz muitas preocupações hoje em dia, quando se sabe que o adolescente obeso terá chance de se transformar num adulto obeso. Vem daí a importância também da atividade física”, ressaltou Paiva.

Ajustar fonte