Visando oferecer um serviço cada vez com mais qualidade e segurança, o Hospital Estadual de Jaraguá Dr. Sandino de Amorim (HEJA) promoveu uma mobilização com equipes de higienização. O treinamento ocorreu no dia 08 de novembro, em diferentes horários, para que todos pudessem participar.

Na pauta foi abordada a capacitação para manuseio de equipamentos; demonstração e normas regulamentadoras da área de higiene hospitalar; limpeza e desinfecção de superfície; classificação de risco e área hospitalar; medidas protetivas para o paciente e profissionais; o uso correto de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual); limpeza e higienização das mãos.

Segurança para novos colaboradores

Para o organizador do treinamento, o Supervisor de Segurança e Conservação do HEJA, Carlos Eduardo Ribeiro Barbosa, a ideia inicial foi capacitar os novos colaboradores da área de higienização do HEJA. “Na hora da contratação, é explicado que a limpeza hospitalar é bastante diferente da limpeza feita em casa. Esclarecemos o diferencial, pois aqui trabalhamos com vários produtos de alta diluição”, pontuou o supervisor.

O intuito é capacitar os profissionais para que desenvolvam suas atividades de forma segura e eficiente, possibilitando a segurança e bem-estar dos pacientes e demais pessoas que utilizam as instalações. “Houve participação e interação ativa de todos. Considero um treinamento produtivo, todos estão aptos para qualquer tipo de limpeza, desde a rampa de acesso até o Centro Cirúrgico”, ressaltou Carlos.

Informações inovadoras

Segundo a colaboradora do HEJA, Gislaine Maria Ribeiro Siqueira, que é auxiliar de serviços gerais, o treinamento tem surtido efeito na medida em que a população, ao entrar no Hospital, encontra um ambiente limpo e higienizado. A auxiliar reforçou ainda que o treinamento aumentou a capacidade de trabalho e a qualidade do serviço. “Passamos a ter mais conhecimento da forma correta de higienização. Acaba melhorando para o colaborador e principalmente para o paciente, pois tudo fica mais higiênico e seguro”, afirmou Gislaine.

De acordo com a recém contratada, Cleidiane Fernandes, auxiliar de limpeza, a capacitação trouxe mais segurança e informações inovadoras. “Os treinamentos devem sempre acontecer, pois aprendemos corretamente como devemos trabalhar, além de profissionalizar a nossa mão de obra”, finalizou.

Ajustar fonte